O Novo Homem

"Não tenho medo da morte. Antes tenho medo da minha mente"

domingo, junho 04, 2006

Missão

A Mulher Sol

Sempre me senti diferente. Desadaptada. Desajustada.
Tentei muitas vezes adaptar-me a uma sociedade que teima em não valorizar a Verdade, a Pureza do Coração ou a Verdadeira Expressão do Ser. Tentei ser como os outros pensando que eu estava errada, que era incapaz e inferior.
Às vezes tentava consolar-me dizendo para mim própria que não tinha que ser igual aos outros, mas isso não bastava para perceber o que se passava comigo. Não bastava para mandar embora a frustração que sentia...

Aprendi então a afirmar-me perante mim e perante os outros usando toda a minha carga emocional instintiva. Achava que eu era aquilo que pensava e afirmava-me "contra" e não a partir da aceitação daquilo que eu era, e sou. Mas a Alegria, o Ânimo e a Motivação permaneciam longe de mim...

Um dia percebi que a Sensibilidade que tanto havia negado está na minha Essência, no meu Ser. Ela era o meu Tesouro escondido. É ela que me conduz à minha Missão, porque é ela que me permite entender o sofrimento dos outros, ajudando-os a dar sentido a esse sofrimento.
Surpreende-me saber que a Missão sempre esteve perto de mim. Como não a pressenti?

Perguntas àparte, hoje sei que Missão é aquilo que cada um de nós tem para acrescentar ao Mundo. É a Dádiva de cada um e essa Dádiva é única e por isso tão importante e especial.
Só se reconhece a própria Missão após um processo individual de "saber quem se É". E só após esse processo se pode acrescentar algo aos outros, à sociedade e ao mundo. Sem auto-anulação, sem auto-dissolução e partilhando o próprio Dom.

É esta a Dádiva. É isto a fusão da Alma com a Personalidade.

2 Comments:

At 5:00 da tarde, Blogger António Rosa said...

Agradeço-lhe a gentileza de ter linkado o nosso site "Nave Lusitânia".

Gosto muito do seu site. Só hoje o conheci.

Um abraço

António Rosa

 
At 4:18 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Identifico-me tanto, tanto com o que escreveu... Ainda bem que encontrámos o Caminho.
Um abraço fraterno e muita PAZ
RM

 

Enviar um comentário

<< Home